Caixa Torácica é o espaço compreendido pelas curvaturas da costela que forma uma espécie de gaiola ou caixa onde estão presentes órgãos vitais como o coração e os pulmões

A caixa torácica tem a função de proteger órgãos vitais como o coração, pulmões. Também nos ajuda a respirar. Os músculos recobrem as costelas e quando eles se contraem, levantam toda a caixa torácica, aumentando o tamanho do espaço interior. O ar entra preenchendo esse espaço extra e é forçado a sair quando os músculos se relaxam e a caixa torácica volta a sua forma original. Esses músculos são usados em respiração profunda, quando o peito sobe e desce bastante. Em outras vezes, uma lâmina de músculos chamada diafragma, no abdômen, ajuda a bombear o ar para dentro e para fora dos pulmões.

  • O que é a Caixa Torácica?

As costelas envolvem e protegem parcialmente a cavidade torácica, onde estão localizados muitos órgãos vitais (incluindo o coração e os pulmões). A caixa torácica é composta coletivamente por ossos individuais longos e curvos, com conexões articulares às vértebras espinhais. No tórax, muitos ossos das costelas se conectam ao esterno por meio de cartilagem costal, segmentos da cartilagem hialina que permitem que a caixa torácica se expanda durante a respiração. Embora fixadas no lugar, essas costelas permitem algum movimento externo, e isso ajuda a estabilizar o peito durante a inspiração e a expiração. A caixa torácica humana é composta por 12 costelas emparelhadas; cada um é simetricamente emparelhado no lado direito e esquerdo. De todas as 24 costelas, os sete primeiros pares são frequentemente rotulados como “verdadeiros”. Esses ossos estão conectados à cartilagem costal, enquanto os outros cinco conjuntos ‘falsos’ não. Três deles se conectam à cartilagem não-costal e dois são considerados “flutuantes”, o que significa que eles só se conectam à coluna vertebral. Embora existam alguns casos de pequena variação anatômica, homens e mulheres geralmente têm a mesma quantidade de costelas. Uma contagem de costelas diferente entre os sexos é em grande parte um mito médico.

  • Estrutura da costela

Existem duas classificações de costelas – atípicas e típicas. As costelas típicas têm uma estrutura generalizada, enquanto as costelas atípicas apresentam variações nessa estrutura.

fonte: Teachmeanatomy
  • Costelas típicas

A costela típica consiste em uma cabeça, pescoço e corpo:

cabeça é em forma de cunha e possui duas facetas articulares separadas por uma cunha de osso. Uma faceta articula-se com as vértebras numericamente correspondentes e a outra articula-se com as vértebras acima.

pescoço  não contém proeminências ósseas, mas simplesmente conecta a cabeça ao corpo. Onde o pescoço encontra o corpo, há um tubérculo áspero, com uma faceta de articulação com o processo transversal das vértebras correspondentes.

O corpo ou  eixo  da nervura é plano e curvo. A superfície interna do eixo possui um sulco para o suprimento neurovascular do tórax, protegendo os vasos e nervos dos danos.

Costelas atípicas

As costelas 1, 2, 10 11 e 12 podem ser descritas como ‘atípicas’ – elas têm características que não são comuns a todas as costelas.

A costela 1 é mais curta e mais larga que as outras costelas. Ele tem apenas uma faceta na cabeça para articulação com as vértebras correspondentes (não há vértebras torácicas acima dela). A superfície superior é marcada por duas ranhuras, que abrem caminho para os vasos subclávia.

A costela 2 é mais fina e mais longa que a costela 1 e tem duas facetas articulares na cabeça normalmente. Possui uma área rugosa em sua superfície superior, da qual se origina o músculo serrátil anterior .

A costela 10 possui apenas uma faceta – para articulação com suas vértebras numericamente correspondentes.

As costelas 11 e 12 não têm pescoço e contêm apenas uma faceta, que é para articulação com as vértebras correspondentes.

Posterior

Por TeachMeSeries Ltd (2020)

Fig 1.2 - Articulações entre uma costela e suas vértebras numericamente correspondentes.

Fig 1.2 – Articulações entre uma costela e suas vértebras numericamente correspondentes.

Todas as doze costelas se articulam posteriormente com as vértebras da coluna vertebral. Cada costela forma duas articulações:

  • Articulação costotransversa  – Entre o tubérculo da costela e a faceta transversa costal das vértebras correspondentes.
  • Articulação costovertebral  – Entre a cabeça da costela, a faceta costal superior das vértebras correspondentes e a faceta costal inferior das vértebras acima.

Anterior

A fixação anterior das costelas varia:

  • As costelas 1-7 se prendem independentemente ao esterno.
  • As costelas 8 – 10 se ligam às cartilagens costais superiores a elas.
  • As costelas 11 e 12  não possuem fixação anterior e terminam na musculatura abdominal. Por esse motivo, às vezes são chamadas de ‘costelas flutuantes’.

1 thought on “Caixa Torácica – Anatomia ilustrada